Presença das Marcas no Universo dos Casais DINK Heterossexuais Brasileiros

  • Iara Silva da Silva Escola Superior de Propaganda e Marketing
  • Liliane Antunes Rohde ESPM - Sul
Palavras-chave: Novos Arranjos Familiares, Casais DINK, Hábitos de Consumo, Marcas.

Resumo

Este artigo estuda os indivíduos heterossexuais brasileiros que compõem casais DINK (dupla renda, nenhuma criança), seus hábitos de consumo e suas relações com as marcas. Pesquisa exploratória (qualitativa) e descritiva (quantitativa) são usadas, possibilitando a triangulação dos dados coletados nas duas fases do estudo. Os casais estudados podem ser segmentados em três grupos. Os “clássicos” têm relação com a casa; cuidam da saúde; associam marcas à qualidade e têm acima de 50 anos de idade. Os “conectados” se dizem indiferentes às marcas, consomem tecnologia e TV por assinatura, são predominantemente homens. Os “emergentes” não têm vínculo com a casa. Na hora da compra consideram o prestígio das marcas. Anseiam por status e são os mais jovens.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Iara Silva da Silva, Escola Superior de Propaganda e Marketing
Doutora em comunicação social e mestre em administração de empresas pela PUC-RS. Professora dos cursos de graduação e pós-graduação e pesquisadora nas áreas do marketing e da comunicação.
Liliane Antunes Rohde, ESPM - Sul
Mestre em administração de empresas pela UFRGS. Professora dos cursos de graduação da ESPM-Sul e consultora de empresas.
Publicado
13-01-2015
Como Citar
da Silva, I. S., & Rohde, L. A. (2015). Presença das Marcas no Universo dos Casais DINK Heterossexuais Brasileiros. Gestão E Sociedade, 7(18), 395-424. https://doi.org/10.21171/ges.v7i18.1718