Avaliação sobre Qualidade de Vida no Trabalho entre os docentes de duas Instituições de Ensino Superior: uma realidade no Estado do Amazonas.

  • Paulo César Diniz de Araújo UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS
  • Márcia Ribeiro Maduro UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS
  • André Luiz Zogahib Universidade do Estado do Amazonas
  • Orlem Pinheiro de Lima UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS
  • Luis Claudio de Jesus Silva UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA
Palavras-chave: Qualidade de Vida no Trabalho, Docentes, Instituições de Ensino Superior – IES.

Resumo

As transformações constantes ocorridas no mundo do trabalho estão afetando significativamente a sociedade, inclusive a categoria profissional de professores, sejam de instituições públicas quanto privadas. O presente artigo tem por objetivo contemplar o conteúdo Qualidade de Vida no Trabalho (QVT), realizando uma avaliação sobre a temática entre os docentes de duas instituições de ensino superior, sendo uma pública e outra privada, como um estudo empírico e preliminar no Estado do Amazonas. Buscou-se direcionar na fundamentação teórica a análise dos antecedentes, origens e evolução do movimento em torno da qualidade de vida no trabalho, pois desde os tempos clássicos da administração, é preocupação recorrente junto à comunidade científica; e muitos foram os passos percorridos para que fosse vista como a humanização do ambiente organizacional. A pesquisa foi descritiva, baseada no modelo Hackman e Oldham (1975) que partem do pressuposto de que a qualidade de vida no trabalho pode ser avaliada em função das dimensões da tarefa, do estado psicológico do trabalhador e dos seus resultados pessoais e no trabalho. Quanto aos meios, foi um estudo de caso apresentando a avaliação dos docentes sobre QVT de duas instituições de ensino superior pública e outra particular.  Quanto à abordagem foi quantitativa, utilizando-se o Job Diagnostic Survey – JDS, questionário elaborado por Hackman e Oldham (1975). O JDS foi aplicado na versão reduzida, que constavam três secções, onde a primeira tinha 7 questões, e a segunda e a terceira com 14 questões cada uma, somando um total de 35 questões, adotando a escala Likert de 1 a 7. O questionário teve a função principal de verificar a percepção docente em relação ao trabalho e como reage a ele; e encaminhado para todos os professores do curso de administração da pública (22 professores) e da particular (13 professores), obtendo uma amostra total de 24 participantes, sendo 16 participantes da pública e 8 da privada. Assim, espera-se que este estudo contribua para que as instituições e seus responsáveis repensem as condições ofertadas para seus docentes e atentem para a promoção de QVT através de ações efetivas.PALAVRAS-CHAVE: Qualidade de Vida no Trabalho; Docentes; Instituições de Ensino Superior

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo César Diniz de Araújo, UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS
Doutor em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG/CEPEAD, Mestre em Engenharia de Produção pela Universidade Federal do Amazonas - UFAM (2004), Bacharel em Administração pela Universidade Federal do Amazonas - UFAM (2000) e Professor da Universidade do Estado do Amazonas-UEA.
Márcia Ribeiro Maduro, UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS
Doutora em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG/CEPEAD, Mestre em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina (2002), Bacharel em Administração pela Universidade Federal do Amazonas - UFAM (1998) e Professora da Universidade do Estado do Amazonas-UEA.
André Luiz Zogahib, Universidade do Estado do Amazonas
Doutor em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG/CEPEAD, Mestre em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas - RJ (2008)/EBAPE, Bacharel em Administração pela Universidade do Estado do Amazonas (2005) e Professor da Universidade do Estado do Amazonas-UEA.
Orlem Pinheiro de Lima, UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS
Doutorando em Engenharia de Produção – UFSC, Mestre em Engenharia de Produção pela Universidade Federal do Amazonas - UFAM (2007), Pós Graduado em Gestão Estratégica de Negócios e Graduado em Administração (2000), Bacharel em Administração de Material pelo Centro Universitário Nilton Lins Centro de Ensino Superior da Amazônia (1998) e Professor da Universidade do Estado do Amazonas-UEA.
Luis Claudio de Jesus Silva, UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA
Doutor em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG/CEPEAD, Mestre em Economia, com ênfase em Desenvolvimento e Integração Econômica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS (2009), bacharel em Administração pela Universidade Federal de Roraima (2003) e Professor Assistente da Universidade Federal de Roraima - UFRR/CECAJ.
Publicado
28-03-2016
Como Citar
Araújo, P. C., Maduro, M., Zogahib, A., Lima, O., & Silva, L. C. (2016). Avaliação sobre Qualidade de Vida no Trabalho entre os docentes de duas Instituições de Ensino Superior: uma realidade no Estado do Amazonas. Gestão E Sociedade, 9(23), 961-976. https://doi.org/10.21171/ges.v9i23.1931
Seção
Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##