A economia popular solidária em Santa Maria – RS e suas interfaces

  • Juliana Franchi da Silva Universidade Federal de Santa Maria
  • Maria Catarina Chitolina Zanini Universidade Federal de Santa Maria
Palavras-chave: Economia Solidária. Desemprego. Feira. Santa Maria. Gestão.

Resumo

O presente artigo tem por objetivo apresentar e analisar o crescimento da economia solidária no contexto da sociedade capitalista e compreender como se processou e tem se mantido o projeto da feira popular solidária da cidade de Santa Maria – RS que já completou 20 anos de existência. A Economia Solidária constitui-se como uma forma alternativa de gestão para que os produtores urbanos e rurais se organizem para também competirem no mercado convencional. E assim, diferencia-se dos princípios que regem o sistema capitalista, pois está centrada na perspectiva de relações sociais solidárias e não em competição.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Franchi da Silva, Universidade Federal de Santa Maria

Possui graduação em Filosofia - Licenciatura Plena (UFSM), graduação em Ciências Econômicas - Bacharelado (UFSM), graduação em Ciências Sociais (UFSM), graduação em Formação de Professores para Educação Profissional - PEG – Gestão e Negócios (UFSM), especialização em Pensamento Político Brasileiro (UFSM), especialização em História do Brasil (UFSM), mestrado em Integração Latino-americana - MILA (UFSM), mestrado em Ciências Sociais (UFSM).  Possui experiência no Magistério Superior e no Pós-médio, além de participar em projetos de pesquisa, monitorias e tutorias. Atualmente é professora da rede pública estadual de educação do RS vinculada ao Centro Tecnológico de cursos pós-médios da Escola Estadual Professora Maria Rocha. Cursa Pós-graduação em Gestão Pública (UFSM), Pesquisadora do NECON/UFSM e faz parte do projeto Na feira: produção, distribuição e consumo entre agricultoras feirantes na região central do RS. Bolsista CNPq.

 

Maria Catarina Chitolina Zanini, Universidade Federal de Santa Maria

Possui graduação em Curso de Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul- UFRGS (1987), mestrado em Antropologia pela Universidade de Brasília- UnB (1997), doutorado em Ciência Social (Antropologia Social) pela Universidade de São Paulo- USP (2002) e Pós-doutorado pelo Museu Nacional (MN-UFRJ) (2008). Atualmente é professora associada da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), vinculada aos Programas de Pós-Graduação em Ciências Sociais e Programa de Pós-Graduação em História. Coordenadora do NECON/UFSM (Núcleo de Estudos Contemporâneos). Membro do Comitê de Iniciação Científica e de Inovação Tecnológica da UFSM. Tem experiência na área de Antropologia, trabalhando principalmente com as seguintes temáticas: migrações, teoria antropológica, campesinato e etnicidade. Pesquisadora Associada do NIEM-UFRJ (Núcleo de Estudos Migratórios). Pesquisador PQ 2/CNPq.

Publicado
18-12-2015
Como Citar
Franchi da Silva, J., & Chitolina Zanini, M. C. (2015). A economia popular solidária em Santa Maria – RS e suas interfaces. Gestão E Sociedade, 8(21), 767-781. https://doi.org/10.21171/ges.v8i21.1948