• Setembro/Dezembro de 2020
    v. 14 n. 40 (2020)
    Editorial

     

    A Revista Gestão e Sociedade divulga seu novo número em um momento de incertezas e desafios para a sociedade. A pandemia da COVID-19, que atinge milhões de pessoas ao redor do mundo e desafia os governos e sistemas de saúde, trouxe também significativos impactos à cooperação e divulgação científica.

    O esforço global de compartilhamento de avanços na compreensão do vírus mostrou o crescimento e difusão exponencial de artigos sobre o tema, tornando mais ágeis os procedimentos, mas sem perder o rigor e a excelência que estão no cerne de uma publicação científica.  Este contexto reforçou a necessidade do compartilhamento aberto dos dados, com o objetivo de dar subsídios à saúde pública e ajudando a salvar vidas. Ou seja, o fortalecimento da replicabilidade, reutilização e aprimoramento dos trabalhos científicos facilita a crítica e a colaboração e agiliza o processo de busca por respostas.

    Trata-se de um momento que causa impacto às revistas, e o que se avizinha é a importância de se caminhar na direção de práticas científicas abertas, isto é,  pesquisas promovendo a circulação pública e sem demora do conhecimento, dos meios e dos dados, seja através dos veículos convencionais, seja pelo uso de plataformas de compartilhamento e colaboração.  Em qualquer “novo normal”, é uma mudança profunda que a Administração precisa compreender e adotar em um futuro próximo, sempre de forma colaborativa e plural.

    Neste número, os oito artigos apresentam diversidade temática e regional. O primeiro analisa os processos de uma Câmara Legislativa localizada no Agreste de Pernambuco, identificando nuances de questões políticas e culturais da administração pública. O segundo artigo discute os principais desafios da sociedade civil na articulação entre representação política e participação social junto ao Conselho Municipal de Meio Ambiente do Rio de Janeiro (o terceiro artigo foi retirado a pedido do autor). O quarto artigo analisa a e-maturity em uma instituição de ensino no Instituto Federal de Sergipe considerando os constructos de infraestrutura, liderança tecnológica e suporte para uso e disseminação de tecnologias da informação e comunicação. 

    O quinto artigo, por sua vez, investigou a relação entre as recentes deslistagens voluntárias no mercado de capitais brasileiro com os mecanismos de alavancagem do poder de voto, medidos pela estrutura piramidal de controle.  O sexto artigo analisa os fatores que motivam os membros de uma organização não-governamental de Fortaleza, Ceará, a atuarem no voluntariado. O sétimo artigo discute os possíveis impactos econômicos gerados pela Proposta de Emenda Constitucional 186 ao ajuste de despesas em caso de descumprimento de limite previsto. Por fim, o oitavo artigo, uma contribuição internacional, avalia os conhecimentos e atitudes relacionadas ao HIV dos profissionais de saúde no Sri Lanka.

    A Editoria Cientifica deseja a todos e todas muita saúde e esperança para o próximo ano.

    Boa leitura

     

    A Equipe Editorial

    Gestão e Sociedade é uma publicação do Centro de Pós-Graduação e Pesquisas em Administração da Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG, de periodicidade quadrimestral. Editores: Allan Claudius Queiroz Barbosa (FACE/UFMG, Editor Responsável), Noel Torres Júnior (FACE/UFMG), Robert Aldo Iquiapaza (FACE/UFMG), Genauto Carvalho de França Filho (EAUFBa/NPGA). Assistentes Editoriais: Alexandre de Queiroz Stein (CEDEPLAR/FACE/UFMG), Cristina Luiza Ramos da Fonseca (CEPEAD/FACE/UFMG – Fiocruz Minas), Juliana Goulart Soares do Nascimento (UFJF/GV) – ISSN 1980-5756 © CEPEAD/FACE/UFMG.   

     

  • Especial COVID-19 (2020)
    v. 14 n. 39 (2020)

    A Editoria Científica da Revista Gestão e Sociedade tem o prazer de colocar no ar  a Edição Especial A COVID-19 e a Gestão – Reflexões, Desafios e Perspectivas.

    A chamada foi lançada em 24 de abril e foram submetidos 79 artigos, demonstrando a rápida capacidade de resposta e mobilização da comunidade acadêmica. Pela magnitude e alta qualidade apresentada, foram convidados dois editores especiais para esta edição, que se juntaram à equipe para proceder ao processo de montagem da Edição Especial. Ao final, a seleção evidenciou diferentes perspectivas no campo da gestão em suas interconexões, mantendo um fio condutor que se expressa em seu editorial, que trata da relevância e rigor em tempos de pandemia. 

    No primeiro artigo o quadro brasileiro é visto em perspectiva e de forma contextualizada, oferecendo elementos que permitem identificar a pandemia do Covid-19 como catalisador de outras crises já vivenciadas no Brasil.  Posteriormente, o segundo artigo discute como as  empresas têm se comunicado com seu público, gerenciando possíveis estratégias de comunicação organizacional durante a pandemia da COVID-19. O terceiro traz uma  reflexão sobre o que se pode aprender com a gestão de negócios turísticos no contexto da Covid-19 e o quarto apresenta reflexões acerca dos impactos em  pequenos negócios e a necessidade de práticas e estratégias financeiras para contornar os efeitos da pandemia.  

    Este número especial apresenta na sequência mais dois artigos sobre transparência (o quinto abordando como um dos principais fundamentos de um Estado democrático e o sexto apresentando a construção da transparência sobre a Covid-19 pelos estados brasileiros). O sétimo e o oitavo artigos tratam dos efeitos da Pandemia e seu impacto em estabelecimentos agropecuários familiares produtores de hortaliças e sobre as redes alimentares alternativas à luz da resiliência. Por fim, o último artigo traz uma discussão sobre se o mundo acadêmico, incluindo o campo da gestão, retorna ao seu “normal”, ou não, pós-pandemia.

    Longe de expressar o olhar definitivo sobre a pandemia e ciente de que a prioridade é salvar e preservar vidas, os esforços globais que unem todos e todas demonstram que o chamamento se pautou pelo esforço coletivo por análise e soluções de interesse comum, independente da abordagem.  Ao aproximar o campo das verdadeiras questões da humanidade, reduzindo os timings usuais dos fluxos acadêmicos e dentro da busca permanente pelo rigor e relevância, esperamos ter contribuído, ainda que timidamente, para fortalecer nossos laços.

    Nosso agradecimento especial ao Secretário Editorial da Revista Gestão e Sociedade, Alexandre de Queiroz Stein, doutorando em Economia da UFMG, pelo trabalho célere e comprometido com a qualidade, rigor e formatos exigidos neste número especial e em todos os demais.

    Uma boa Leitura

    A Editoria Científica.

     

    Gestão e Sociedade é uma publicação do Centro de Pós-Graduação e Pesquisas em Administração da Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG, de periodicidade quadrimestral. Editores: Allan Claudius Queiroz Barbosa (FACE/UFMG, Editor Responsável), Noel Torres Júnior (FACE/UFMG), Robert Aldo Iquiapaza (FACE/UFMG), Genauto Carvalho de França Filho (EAUFBa/NPGA). Editores Convidados (Número Especial A COVID-19 e a Gestão – Reflexões, Desafios e Perspectivas):  Jefferson David Araújo Sales (UFS), Roberto Brazileiro Paixão (UFBA). Assistentes Editoriais: Alexandre de Queiroz Stein (CEDEPLAR/FACE/UFMG), Cristina Luiza Ramos da Fonseca (CEPEAD/FACE/UFMG – Fiocruz Minas), Juliana Goulart Soares do Nascimento (UFJF/GV) – ISSN 1980-5756 © CEPEAD/FACE/UFMG.    

     

  • Maio/Agosto de 2020
    v. 14 n. 38 (2020)
    Editorial – Momento de pandemia e incertezas

     

    A Revista Gestão e Sociedade chega ao seu segundo numero de 2020  em um momento de forte expansão da pandemia da Covid-19 causada pelo coronavírus SARS-CoV-2. Esta grande crise mundial de saúde, além de todos os efeitos e consequências que acarreta, desnuda dificuldades e fragilidades  que a sociedade global enfrenta para conter a expansão do vírus e dar respostas que garantam a saúde e a vida das pessoas. O notável esforço colaborativo entre cientistas e pesquisadores ao redor do mundo reforça o compromisso da ciência e da educação no enfrentamento da pandemia, sendo a única certeza possível.

    Por sua vez, no campo das publicações científicas  a assincronia entre as demandas que o contexto exige acaba por não encontrar ressonância no timing de sua divulgação. Ou seja, os tempos de uma publicação nem sempre são coincidentes àqueles impostos pela dinâmica social.  Para além dos dramáticos efeitos que a pandemia irá ocasionar, soma-se a eles uma profunda reflexão a ser feita por editores  de revistas cientificas ao redor do mundo e que  deve ser acentuada a partir de agora, qual seja, como proporcionar maior agilidade na divulgação sem colocar em risco o rigor e qualidade científica.  Por exemplo, a opção pelo formato em preprints (artigos não revisados pelos pares) e plataformas de periódicos para artigos submetidos à avaliação surgem com alternativas que devem ser consideradas para minimizar este descompasso. Isso, buscando maior visibilidade de suas publicações.  Nesta perspectiva, o primeiro artigo deste número foi convidado pela Editoria Científica para abordar  outro  tema  relevante pelo seu impacto trágico. Nele, os autores discutem os efeitos econômicos gerados pela paralisação de parte da atividade minerária em Minas Gerais, decorrentes do desastre na barragem de  Brumadinho em 2019.

    O segundo artigo, por sua vez,  no tradicional sistema double blind review, assim como os demais excetuando o último na seção Debates e Discussões, analisa os efeitos do Fundo de Participação dos Municípios na redução das desigualdades de desenvolvimento econômico e social existentes entre os municípios brasileiros. O terceiro artigo identifica fatores socioeconômicos, demográficos, orçamentários e de gestão que exercem influência no desempenho dos alunos no sudeste brasileiro. O quarto artigo, contribuição de investigadores de Portugal,  procura refletir sobre os modos de estruturação do campo empírico da igualdade de gênero na composição dos órgãos das cooperativas naquele país.

    O quinto artigo discute sobre o papel estratégico dos Nucleos de Inovação Tecnológica (NIT) na elaboração das políticas de inovação no Rio Grande do Norte e Paraíba. Na sequencia, o sexto artigo explora o relacionamento entre gênero, idade, escolaridade e os tipos de atividades e fatores de rejeição ao uso da Internet  a partir de dados secundários disponibilizados pelo Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e Comunicação (CETIC). O sétimo artigo analisa as relações entre valores do trabalho e satisfação dos servidores públicos que trabalham no serviço de atendimento à sociedade na Justiça Federal.

    Por fim, o oitavo artigo, convidado para a sessão Debates e Discussões e publicado neste número da Revista Gestão e Sociedade com autorização da editora e dos autores, traz a introdução da edição revisada do livro “A Economia do Subdesenvolvimento”, tradução da obra clássica de 1958 de A. N. Agarwala e S.P. Sing, publicada em 2010. Esta introdução, disponível até agora somente no formato impresso, apresenta uma análise das contribuições originais dos autores da economia do subdesenvolvimento nas perspectivas teórica e histórica, tendo se tornado uma referência no ensino de desenvolvimento econômico no Brasil.

    A Revista Gestão e  Sociedade deseja, mais do que nunca, que os laços de solidariedade se fortaleçam entre todos e todas e que este dificil momento seja superado com equilíbrio, informação qualificada e respeito aos preceitos científicos.

    Uma boa leitura.

     

    A Equipe Editorial

    Gestão e Sociedade é uma publicação do Centro de Pós-Graduação e Pesquisas em Administração da Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG, de periodicidade quadrimestral. Editores: Allan Claudius Queiroz Barbosa (FACE/UFMG, Editor Responsável), Noel Torres Júnior (FACE/UFMG), Robert Aldo Iquiapaza (FACE/UFMG), Genauto Carvalho de França Filho (EAUFBa/NPGA). Assistentes Editoriais: Cristina Luiza Ramos da Fonseca (CEPEAD/FACE/UFMG – Fiocruz Minas), Alexandre de Queiroz Stein (CEDEPLAR/FACE/UFMG),  Juliana Goulart Soares do Nascimento (UFJF/GV) – ISSN 1980-5756 © CEPEAD/FACE/UFMG.   

     

  • Janeiro/Abril de 2020
    v. 14 n. 37 (2020)
    Editorial 

    A Revista Gestão e Sociedade apresenta sua primeira edição de 2020, proporcionando acesso livre a uma produção acadêmica que busca se aproximar cada vez mais das questões inerentes à gestão em sua interface com a sociedade e os diferentes campos que se entrelaçam.

    Em um ambiente de complexas transformações, a Editoria Científica mantém-se atenta ao contexto e busca continuamente aperfeiçoar rotinas e práticas que melhorem a interface com seus diferentes públicos.  Ainda, procura trazer ao seu público elementos atuais do debate sobre publicações científicas.

    Com efeito, recente artigo[1]  fez uma avaliação sistemática das diferenças entre o Google AcadêmicoWeb of ScienceScopus. Utilizando uma grande amostra de citações de documentos de todas as áreas temáticas publicadas em inglês, traz conclusões interessantes e constata que o Google Acadêmico tem maior percentual de citações em todas as áreas.  Outro dado importante deste estudo é que a maioria das citações encontradas pelo Google Acadêmico vem de fontes não pertencentes a periódicos, incluindo teses, livros, documentos de conferências e materiais não publicados.

    Estes resultados podem sugerir importantes desdobramentos sobre a divulgação cientifica, tanto para os pesquisadores e pesquisadoras, quanto para as revistas cientificas.  Em ambos os casos, permanecem os desafios da necessidade de difusão em inglês e a adequação editorial para atingir níveis consistentes de citações e a multiplicidade de veículos e formas de divulgação.  Para isso, a permanente busca pela qualidade, rigor e diversidade mantém-se como princípio imutável.

    Os dois primeiros artigos trazem uma discussão voltada ao ambiente universitário. Um discute os habilitadores da inovação no âmbito administrativo de uma instituição pública de ensino superior sob a perspectiva dos seus servidores.  E outro trata da sustentabilidade identificando pontos positivos e oportunidades de melhorias para uma instituição federal de ensino superior com base nas perspectivas dos servidores. O terceiro artigo apresenta uma discussão sobre aprendizagem a partir de revisão sistemática de literatura na década de 2007/2017. O quarto artigo procura identificar a influência que lealdade, interesse em benefícios, satisfação e confiança no político possuem sobre a intenção do eleitor de repetir o voto em um mesmo político.

    Os artigos seguintes, contribuições internacionais de diferentes países e que foram submetidos em sistema fast track  do TAKE 2019[2] realizado em julho de 2019 (Viena, Austria), mostram a importância do entrelaçamento de diferentes comunidades que intercambiam suas experiências. O quinto, de investigadores asiáticos, discute a aceitação de telefonia celular na oferta de serviços bancários no Vietnã. O sexto, de investigadores coreanos e norte-americanos, examina a relação entre a cultura de aprendizagem e as características do trabalho em organizações da Coréia do Sul. O sétimo traz uma análise sobre Artificial Intelligence (AI) em Portugal considerando a eventualidade de substituição do ser humano na sociedade.

    O oitavo artigo que fecha esta edição traz, na seção Debates e Discussões, artigo convidado que nasceu da Mesa Produção Científica e Sociedade: a Fronteira entre o Passado e o Futuro, realizada no dia 05 de setembro de 2019 nas dependências da Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG, em Belo Horizonte, onde uma discussão altamente qualificada proporcionou uma riquíssima reflexão que ajuda a compreender os dilemas e perspectivas do passado e o que pode vir a ser o futuro. 

    A Revista Gestão e Sociedade agradece a FAPEMIG pelo apoio institucional (Edital 005/2017 – Publicação de Periódicos) e saúda a parceria com a Academia Mineira de Letras, Instituição centenária de Minas Gerais, referência intelectual do país, sempre reafirmando seus princípios de proximidade e respeito à história e às suas raízes. 

    Uma boa leitura.

    A Equipe Editorial

    Gestão e Sociedade é uma publicação do Centro de Pós-Graduação e Pesquisas em Administração da Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG, de periodicidade quadrimestral. Editores: Allan Claudius Queiroz Barbosa (FACE/UFMG, Editor Responsável), Noel Torres Júnior (FACE/UFMG), Robert Aldo Iquiapaza (FACE/UFMG), Genauto Carvalho de França Filho (EAUFBa/NPGA) Assistentes Editoriais: Alexandre de Queiroz Stein (FACE/UFMG), Cristina Luiza Ramos da Fonseca (CEPEAD/FACE/UFMG – Fiocruz Minas), Fabrício Silveira (Fiocruz Minas e CEDEPLAR/UFMG),  Juliana Goulart Soares do Nascimento (UFJF) – ISSN 1980-5756 © CEPEAD/FACE/UFMG, 2020

     

     

    [1]MARTÍN, A.A., et al. Google Scholar, Web of Science, and Scopus: a systematic comparison of citations in 252 subject categories. Journal of Informetrics [online]. 2018, vol. 12, no. 4, pp. 1160-1177 [viewed 27 November 2019]. DOI: 10.1016/J.JOI.2018.09.002. Disponível em:

    https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S1751157718303249

     

    [2] TAKE is an international scientific conference devoted to the multidisciplinary study of the knowledge economy. We put together experts from different fields such as Human Resource Development, Human Resource Management, Intellectual Capital, Knowledge Management, Logistics, Retail, Public Policy, Innovation and Entrepreneurship, Business Models, SMEs, Competitiveness and Accounting. (Fonte: https://www.take-conference2019.com/)

     

  • Setembro/Dezembro de 2019
    v. 13 n. 36 (2019)
    Editorial 

    A Revista Gestão e Sociedade tem o prazer de apresentar seu terceiro número de 2019, trazendo artigos que fortalecem seu compromisso de privilegiar o debate e a difusão do conhecimento com temas de interface entre diferentes áreas de conhecimento e a gestão. Ao mesmo tempo, procura estar alinhada aos designios de um ambiente complexo e altamente volátil.

    Com efeito, a Editoria Científica procura tornar as rotinas usuais de um processo editorial mais próximas dos ditames, por exemplo, apregoados pelo movimento da Ciência Aberta. Isso significa reduzir o tempo no processo de avaliação e preparar terreno para um processo de publicação contínua, com a adoção futura de preprints e avaliação aberta de pares. Neste contexto, é imperativa a participação dos atores e instituições envolvidas, entendendo ainda que a crescente internacionalização impõe ritmos e padrões que necessariamente precisam ser assimilados. Isso, com recursos escassos.

    Este número, que trafega sempre pelo rigor e relevância, demonstra a diversidade de uma área que pulsa e é diversa. O primeiro artigo aborda, através de uma análise bibliométrica, o tema da Identidade Organizacional entre 2001 e 2017. O segundo artigo verifica como os municípios da Paraíba estão aplicando os recursos do Fundo Nacional de Educação (FNDE) para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). O terceiro artigo trata da relação entre consciência ecológica do consumidor e sua predisposição a pagar pela aquisição de uma construção verde em Fortaleza, Ceará. O quarto artigo apresenta a discussão sobre sustentabilidade e seu impacto no comportamento organizacional a partir da comunicação interacional. Na sequência, o quinto artigo analisa como escolas públicas estão inovando na educação de ensino médio de Pernambuco. O sexto artigo traz uma contribuição internacional que trata de problemas de saúde, crenças e comportamentos de trabalhadoras estrangeiras em Sri Lanka. O sétimo artigo aborda os efeitos da atividade de inovação de empresas de países emergentes sobre o desempenho financeiro e as exportações. Fechando esta edição, o oitavo artigo aborda como se posicionam as propostas de desenvolvimento humano inerentes aos processo de coaching no Brasil.

    A Revista Gestão e Sociedade agradece seus parceiros institucionais, BDMG Cultural e FAPEMIG (Edital 005/2017 – Publicação de Periódicos), pelo apoio ao projeto em curso. Desejamos a toda comunidade votos de um final de ano de muita luz e conhecimento e convidamos ao debate equilibrado e cordial em uma sociedade que visa a construção civilizatória e solidária.

    Uma boa leitura.

    A Equipe Editorial

    Gestão e Sociedade é uma publicação do Centro de Pós-Graduação e Pesquisas em Administração da Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG, de periodicidade quadrimestral. Editores: Allan Claudius Queiroz Barbosa (FACE/UFMG, Editor Responsável), Noel Torres Júnior (FACE/UFMG), Robert Aldo Iquiapaza (FACE/UFMG), Genauto Carvalho de França Filho (EAUFBa/NPGA) Assistentes Editoriais: Cristina Luiza Ramos da Fonseca (CEPEAD/FACE/UFMG – Fiocruz Minas), Fabrício Silveira (Fiocruz Minas e CEDEPLAR/UFMG),  Juliana Goulart Soares do Nascimento (UFJF), Silas Augusto  (FACE/UFMG) – ISSN 1980-5756 © CEPEAD/FACE/UFMG, 2019

     

     

  • Maio/Agosto de 2019
    v. 13 n. 35 (2019)
    Editorial 

    A Revista Gestão e Sociedade lança seu segundo número de 2019 trazendo artigos que reforçam a diversidade temática de um campo em permanente  transformação. Some-se a isso uma contínua busca por melhores procedimentos editoriais e avaliativos. Neste debate, cresce a referência à chamada open peer review (OPR), que teria como objetivos primordiais aumentar a transparência, eficiência e responsabilidade do processo de revisão, proporcionando maior  interação entre pareceristas, editores e autores. Embora não disseminada, esta é uma prática que tende a ser incorporada na rotina editorial e que vai exigir ajustes da comunidade.  Por isto, e atenta aos debates e presente nos diferentes fóruns que discutem os rumos da comunicação científica, a Revista Gestão e Sociedade reforça seu papel de difusor de conhecimento teórico e aplicado de interesse científico ao mesmo tempo em que mantém-se aberta às diferentes abordagens no espaço local, regional, nacional  e internacional.

    Com efeito, o primeiro artigo desta edição trata da experiência gerencial dos Conselhos Municipais de Saúde de Florianópolis, Santa Catarina. O segundo artigo discute a gestão do trabalho no Sistema Único de Assistência Social do Brasil. O terceiro artigo aborda experiências premiadas de inovações do setor público brasileiro do meio rural. O quarto aborda os impactos gerados pelo cooperativismo produtivo no desenvolvimento econômico local e regional em dois municípios do sul brasileiro. Na sequência, o quinto artigo discute os fatores preponderantes na decisão de contratação do serviço Correios Log+ sob a ótica dos empresários de e-commerce. O sexto e sétimo, duas contribuições internacionais, analisam as escolhas de projetos de carreira de jovens diplomados na região norte de Portugal, e as despesas orçamentárias em educação so setor público do Paquistão. Por último, na Seção Debates e Discussões,  é examinado o desempenho inovativo da indústria brasileira no período 2010/2015.

    A Revista Gestão e Sociedade reforça a importância do apoio de seus parceiros institucionais (BDMG Cultural e Fapemig através do Edital  005/2017 – Publicação de Periódicos) desejando a todos e todas uma boa leitura.

    A Equipe Editorial

    Gestão e Sociedade é uma publicação do Centro de Pós-Graduação e Pesquisas em Administração da Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG, de periodicidade quadrimestral. Editores: Allan Claudius Queiroz Barbosa (FACE/UFMG, Editor Responsável), Noel Torres Júnior (FACE/UFMG), Robert Aldo Iquiapaza (FACE/UFMG), Genauto Carvalho de França Filho (EAUFBa/NPGA) Assistentes Editoriais: Cristina Luiza Ramos da Fonseca (CEPEAD/FACE/UFMG – Fiocruz Minas), Fabrício Silveira (Fiocruz Minas e FACE/UFMG),  Juliana Goulart Soares do Nascimento (UFJF), Silas Augusto  (FACE/UFMG) – ISSN 1980-5756 © CEPEAD/FACE/UFMG, 2019

     

     

  • Janeiro/Abril de 2019
    v. 13 n. 34 (2019)
  • Setembro/Dezembro de 2018
    v. 12 n. 33 (2018)
  • Maio/Agosto de 2018
    v. 12 n. 32 (2018)
  • Janeiro/Abril de 2018
    v. 12 n. 31 (2018)
  • Setembro/Dezembro de 2017
    v. 11 n. 30 (2017)
  • Maio/Agosto de 2017
    v. 11 n. 29 (2017)
  • Janeiro/Abril de 2017
    v. 11 n. 28 (2017)
  • Setembro/Dezembro
    v. 10 n. 27 (2016)
  • Edição Maio/Agosto
    v. 10 n. 26 (2016)
  • Janeiro/Abril
    v. 10 n. 25 (2016)
  • Setembro/Dezembro
    v. 9 n. 24 (2015)
  • Maio/Agosto
    v. 9 n. 23 (2015)
  • Janeiro/Abril
    v. 9 n. 22 (2015)
  • Setembro/Dezembro
    v. 8 n. 21 (2014)
  • Maio/Agosto
    v. 8 n. 20 (2014)
  • Janeiro/Abril
    v. 8 n. 19 (2014)
  • setembro/dezembro
    v. 7 n. 18 (2013)
  • maio/agosto
    v. 7 n. 17 (2013)
    Número Temático Organizações, Trabalho e Desigualdades Sociais no Brasil
  • Janeiro/Abril
    v. 7 n. 16 (2013)
  • setembro/dezembro
    v. 6 n. 15 (2012)
  • maio/agosto
    v. 6 n. 14 (2012)
  • janeiro/abril
    v. 6 n. 13 (2012)
  • setembro/dezembro
    v. 5 n. 12 (2011)
  • maio/agosto
    v. 5 n. 11 (2011)
  • janeiro/abril
    v. 5 n. 10 (2011)
  • setembro/dezembro
    v. 4 n. 9 (2010)
  • maio/agosto
    v. 4 n. 8 (2010)
  • janeiro/abril
    v. 4 n. 7 (2010)
  • julho/dezembro
    v. 3 n. 6 (2009)
  • janeiro/junho
    v. 3 n. 5 (2009)
  • julho/dezembro
    v. 2 n. 4 (2008)
  • janeiro/junho
    v. 2 n. 3 (2008)
  • julho/dezembro
    v. 1 n. 2 (2007)
  • janeiro/junho
    v. 1 n. 1 (2007)